quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

UMA NOVELA

Complicações burocráticas não deixaram que minha cirurgia acontecesse hoje, como programado. Chegando ao hospital às 7 em ponto, soubemos que o médico não havia feito a requisição para o plano de saúde com antecedência, só tinha feito a marcação de sala para a cirurgia. Começou então uma espera que durou até as 13 horas, quando, impaciente, voltei para casa.

Uma novela. Primeiro esperamos que o médico chegasse ao hospital, depois fazer a tal requisição, que não foi aceita logo de cara, o plano exigindo uma justificativa mais esclarecedora. Lá pelas tantas (11h) foram aprovadas a cirurgia e a internação, mas ainda faltava requisitar o material para a mesma, placa de platina e parafusos, ou pinos, nem sei direito. Conclusão, voltei para casa e ainda estamos aguardando a resposta.

De quem é a culpa? Bem repartida: o médico deveria ter dado a requisição durante a consulta, quando foi resolvida a cirurgia; nós não lembramos desse detalhe importante e não pedimos a ele; o hospital que não informou corretamente, quando, na véspera, liguei para saber se estava tudo certo, se não faltava alguma coisa; e novamente o hospital, que sabendo da demora desses procedimentos deveria ter me despachado para casa logo cedo, para voltar só quando estivesse tudo resolvido.

Afinal, ainda não consegui falar com o médico para saber se posso esperar mais dias sem a cirurgia, com a perna imobilizada (sem gesso), pois, mesmo que a liberação seja amanhã, sexta-feira, certamente ele não marcará para o fim de semana.

O plano, na verdade, está cumprindo seu papel, nós usuários e médicos é que precisamos nos informar melhor sobre esses caminhos tortuosos do atendimento.

2 comentários:

Heloisa disse...

Priminha, sinto o acontecido...espero que tudo se resolva rapidamente e que fique boa logo.
Estou aqui pensando...que nada acontece por acaso...
Prestei bastante atenção à sua frase no caput deste seu blog e quem sabe essa tibia se partiu exatamente para que essa situação possa ser um momento de reflexão, já que o dia a dia é tão atribulado.
Beijo carinhoso e saudoso
Heloisa Costard

anacostard disse...

Você tem razão, pq há tempos que abri o blog e não parava para escrever. É uma tarefa agradável, cujo sucesso depende da perseverança. Apareça sempre.
Saudades
Ana